Erros Cirurgias Plásticas

Quando alguém decide procurar um médico para fazer uma cirurgia plástica, está na verdade procurando satisfação pessoal, aceitação e elevar a auto-estima. Mas neste afã pela beleza ideal que tomou conta da nossa realidade nos últimos anos, algumas mulheres acabam por criar graves problemas a si mesmas. Os erros em cirurgias plásticas têm se mostrado cada vez mais comuns no país inteiro. Muitos profissionais da área médica não são habilitados em técnicas de cirurgias plásticas. E no que se refere a erros em cirurgias plásticas, só no estado de São Paulo, 97% dos médicos que respondem processos não são cirurgiões com habilitação para cirurgias estéticas, ou nem mesmo para qualquer tipo de cirurgia.

Erros Médicos em Cirurgias Plasticas

Erros Médicos em Cirurgias Plasticas #1

Muitos problemas considerados pelas pessoas como erros em cirurgias plásticas são derivados de problemas de cicatrização que deixam feias marcas nos locais onde houve a intervenção. Algumas mulheres que deram depoimentos sobre erros em cirurgias plásticas a que se submeteram relataram que após uma mamoplastia, as cicatrizes ficaram tão grandes que são aparentes no caso do uso de roupas de banho.

Erros das Cirurgias Plasticas

Erros das Cirurgias Plasticas #2

Algumas delas passaram a não poder usar blusas decotadas em função de as pequenas incisões de lipoescultura terem se transformado em buracos fundos e aparentes. Já outras relataram o fato de que após se submeterem a uma lipoaspiração a área ficou cheia de caroços e irregularidades na pele. No entanto, alguns destes problemas ocorrem por falta de orientação da paciente. Pessoas com facilidade para a formação de quelóides – relevos onde a pele é ferida ou cortada-devem ter em mente que qualquer cirurgia plástica no Brasil ou exterior a que se submetam vai resultar em marcas. Este é só um dos problemas que o organismo pode apresentar em casos de intervenções cirúrgicas.

Erros de Cirurgias Plasticas em Seios

Erros de Cirurgias Plasticas em Seios #3

Algumas pessoas vêm a óbito em decorrência de erros em cirurgias plásticas. E isto sim são casos de extrema gravidade. Não é incomum pacientes apresentarem um quadro alérgico a anestesia ou mesmo terem complicações respiratórias e cardíacas durante o procedimento. O uso do cigarro e medicamentos pesados é um fator agravante nestes casos. Outros erros em cirurgias plásticas ocorrem mesmo por imperícia médica, como casos em que um busto fica de tamanho diferente do outro, os seios e os mamilos perdem a sensibilidade ou o umbigo fica deslocado. Pode parecer chocante para você pensar nisto, mas se você vai se submeter a uma cirurgia estética, todo o cuidado é pouco.

Tenha em mente que este tipo de prática não é uma intervenção pequena e que há riscos para a paciente. As anestesias como peridural e geral em uma simples rinoplastia podem ser perigosas e a falta de habilidade ou conhecimento médico são um agravante. Além disto, procure colocar o profissional que vai atendê-la a par de qualquer problema de saúde que você tenha. E se ele negar-se a fazer a cirurgia, acate seus motivos e busque sua beleza de outras formas.